Rochas Metamórficas

As rochas metamórficas formam-se no interior da Terra a partir de outras rochas pré-existentes.

O termo metamorfose significa “mudar de forma”. No caso das rochas, a mudança pode ser provocada pela acção de fatores como a pressão ou a temperatura (chamados factores de metamorfismo).

Existem ainda outros fatores, como a presença de fluidos e o tempo. O tempo é fundamental, pois os processos metamórficos não ocorrem de um dia para o outro. Quanto mais tempo estiver um fator a atuar, maior será a alteração da rocha, isto é, maior será o grau de metamorfismo.

Contudo, para já, vamos apenas considerar os fatores principais: temperatura e pressão.

Ação dos fatores de metamorfismo sobre as rochas

1. Ação da temperatura – Recristalização

Quando a temperatura aumenta acima dos 100ºC, vai alterar a estrutura dos minerais que constituem a rocha original. Com a temperatura, os minerais vão recristalizar, isto é, vão formar-se cristais de maior dimensão e com novas propriedades.

O mármore é um bom exemplo de rocha formada por este processo. O mármore tem origem no calcário, que foi recristalizado ao sofrer um grande aumento de temperatura*. As duas rochas são constituídas por calcite, como se pode constatar com o teste da reacção com os ácidos. O calcário formou-se por precipitação (é uma rocha sedimentar de origem química, lembras-te?) e o mármore por recristalização do calcário.

* por contacto com magma ou numa zona de colisão de placas onde tenha sofrido pressões muito elevadas.

Rochas metamórficas na cozinha
Antigamente, era muito comum utilizar mármore nas bancadas de mármore da cozinha. Contudo, como esta rocha tem origem no calcário, também é constituída por calcite, logo, reage com os ácidos. Assim, quando se tem uma bancada de mármore se tem de ter muito cuidado com a utilização de vinagre ou sumo de citrinos, pois o vinagre tem ácido acético e os limões e laranjas têm ácido cítrico, que reagem com o mármore e o deixam manchado.

2. Ação da pressão

A pressão vai provocar uma compactação e reorientação dos minerais que constituíam a rocha original.

Um bom exemplo é o que acontece às argilas numa bacia de sedimentação. Com o peso dos sedimentos que vão sendo trazidos pelo rio, as camadas de baixo vão sendo compactadas e os minerais são reorientados de acordo com a pressão sofrida.

Os fatores de metamorfismo são muito difíceis de isolar. Sempre que há pressão, a temperatura do sistema aumenta. Da mesma maneira, se ocorrer uma intrusão magmática (temperatura), o magma vai exercer pressão sobre as rochas encaixantes.

Tipos de metamorfismo

Os tipos de metamorfismo definem-se pelo contexto geológico em que as rochas são alteradas. As rochas podem ser alteradas pela presença de magmas, de forma mais localizada, ou pela ação da pressão. Neste caso, a área abrangida é muito maior.

Podemos então considerar:

1. Metamorfismo de Contacto

Este tipo de metamorfismo ocorre quando uma rocha entra em contacto com corpos magmáticos.

Quando o magma ascende e entra em contacto com outras rochas (também chamadas rochas encaixantes), vai provocar o seu aquecimento. A área que é aquecida em torno do magma constitui uma auréola de metamorfismo. Nessa zona, o aumento de temperatura provoca uma recristalização dos minerais da rocha encaixante.

É como se fosse um processo intermédio imediatamente anterior à fusão da rocha. A rocha é aquecida pela presença do magma mas como a temperatura não é tão elevada como numa região vulcânica, os cristais aumentam de tamanho mas a rocha nunca chega a fundir completamente.

2. Metamorfismo Regional

Este tipo de metamorfismo ocorre quando as rochas são comprimidas e a pressão é o principal factor a transformar as rochas.

Ok. Mas onde é que as rochas podem ser comprimidas? Simples: nos limites convergentes das placas litosféricas ou nas bacias de sedimentação (as camadas mais profundas vão sendo compactadas à medida que mais sedimentos vão chegando).

 

A pressão vai provocar uma compactação e reorientação dos minerais que constituíam a rocha original. No gnaisse (que resulta da transformação do granito) isso é muito evidente, porque as micas têm uma cor escura e vêem-se com facilidade.

Esta orientação dos minerais nas rochas originadas por metamorfismo de contacto origina uma textura muito típica das rochas metamórficas – a foliação.

A tabela seguinte mostra-te algumas rochas metamórficas, bem como as rochas que as originaram.

Páginas Relacionadas:

Paisagens Metamórficas
Rochas Sedimentares
Rochas Magmáticas

2 comentários em “Rochas Metamórficas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *