Propriedades dos minerais – Dureza

4. Dureza

A dureza representa a resistência que um mineral apresenta a ser riscado por outro. O mineral menos duro é sempre riscado pelo mais duro. Quando dois minerais apresentam a mesma dureza, riscam e são riscados um pelo outro.

A dureza é determinada por comparação da amostra com minerais de dureza conhecida, do menos duro para o mais duro. Esse conjunto de minerais foi definido por Friedrich Mohs, e constituem a escala de dureza de Mohs.

Minerais da Escala de Mohs
O diamante normalmente não se encontra nas escalas de mão, por ser um mineral muito precioso.

Como se determina a dureza de um mineral?

A dureza determina-se riscando a amostra do mineral em questão com um termo da escala de Mohs. A seguir, risca-se o mineral da escala com a amostra que pretendes determinar.

  • Recorda-te:
  • O mineral mais duro faz um risco no menos duro.
  • Quando dois minerais apresentam a mesma dureza, riscam e são riscados um pelo outro.

Por exemplo:

Tens uma amostra mineral que risca a Fluorite.
Assim, a dureza da tua a mostra é superior à da fluorite (que é 5).
A seguir, pegas na fluorite e fazes um risco na amostra.
Se a tua amostra riscar a fluorite (risca e é riscada pela fluorite), é porque a dureza dos dois minerais é igual.

Há também outros testes simples que permitem ter uma boa ideia da dureza do mineral. Por exemplo, os minerais com dureza até 2 são riscados pela unha, uma moeda de cobre risca os minerais com dureza 3 ou inferior e o canivete risca os minerais com dureza até 5. Os minerais mais duros, com dureza 6 ou superior riscam o vidro.

A melhor forma para determinar a dureza de um mineral é fazer primeiro os testes preliminares para verificares em que zona da escala de dureza o mineral se encontra e só depois utilizar os termos da escala de Mohs para confirmar a dureza da amostra.

Vejamos um exemplo.

Tens uma amostra mineral que risca o vidro. A sua dureza pode ser entre 6 e 10.
Se a amostra for riscada pelo quartzo, a sua dureza é inferior (ou igual) a 7.
Fazemos o contra-teste: usamos a amostra para riscar o quartzo.
Se a amostra não riscar o quartzo, é porque a sua dureza é efetivamente inferior a 7.
Muito provavelmente, risca e é riscada pela Ortose (ou ortoclase). A sua dureza é 6.

Deve-se sempre começar pelos testes de menor dureza, para evitar danificar a amostra, e nunca se deve fazer um ensaio numa zona onde a amostra esteja alterada.

No final do ensaio deves sempre limpar a amostra, para te certificares de que a amostra ficou efectivamente riscada ou se o pó que se observa é do termo da escala que ficou reduzido a pó.

Voltar a Propriedades dos Minerais