Estrutura de um vulcão

Os vulcões são locais à superfície da Terra que permitem a saída para o exterior de materiais no estado de fusão (magma) que estão acumulados no interior da Terra.

Mas antes de mais, é necessário clarificar o conceito de magma e de lava.

Magma – é o material rochoso fundido, rico em gases, que se encontra armazenado na câmara magmática.
Lava – material rochoso que resulta do magma, depois de este ter perdido os gases durante a erupção.

Agora sim, vamos à estrutura de um vulcão:

Câmara magmática – é o local onde o magma é armazenado.

Chaminé vulcânica – é a conduta por onde o magma passa até à superfície.

Cratera – abertura por onde os materiais são libertados para o exterior.

Cone vulcânico – estrutura que resulta da acumulação de materiais vulcânicos lançados durante a erupção.

.
Mas nem todos os vulcões têm uma abertura circular para o exterior. Em alguns casos o magma é libertado por uma fissura. Assim, podemos considerar (consoante a morfologia – forma – da abertura para o exterior) dois tipos de vulcões:

Vulcões do tipo central
A lava é libertada a partir de uma abertura circular – a cratera. Frequentemente os vulcões deste tipo apresentam cones vulcânicos com uma forma muito característica.

Erupção do vulcão Pacaya (Equador)

Neste vídeo, podes observar a erupção do Monte Stromboli, em Itália, que é do tipo central.
Esta erupção aconteceu em Agosto de 2011.

.
Vulcões do tipo fissural

Não existe uma abertura definida. A lava sai através de uma fissura que se abre no terreno.

Erupção fissural do Kilauea (Havai) em 1992.

Neste vídeo podes ver uma erupção fissural do vulcão islandês Eyjafjallajökull em Março de 2010.

2 Comments

  1. Eva - 30 de Abril de 2013

    acho muito giro esta matéria..,….,…..,….

Leave a reply